ETM Integrar para Construir

SMS 4.0: UMA NOVA VISÃO SOBRE SAÚDE E SEGURANÇA

Em 2011, na Alemanha, surgiu o conceito da Indústria 4.0, considerada a 4.ª Revolução Industrial. Esse conceito baseia-se na descentralização de processos, a partir de automação, big data, wi-fi, nuvem e outras tecnologias. O sucesso da Indústria 4.0, portanto, concentrou-se nos talentos individuais, na forma como as pessoas passaram a lidar com os recursos, tão abundantes e acessíveis.

Conectada a essa realidade, a ETM Engenharia passou a estudar o impacto dos novos recursos na sua prática diária, com o intuito de agregar mais tecnologia aos procedimentos de saúde e segurança, sem perder de vista o aspecto humano, afinal, nada substitui o olhar, o toque, a conversa, o abraço.

Somado esse contexto, encontramos um mundo pandêmico. Trabalhadores marcados por um fato inédito que causou imensa insegurança psicológica e sequelas emocionais. As relações humanas e de trabalho foram afetadas profundamente, exigindo uma mudança de comportamento, individual e coletiva. Nas operações da ETM, esse cenário exigiu um novo olhar para gestão de pessoas. Mais do que ter as melhores práticas de SMS, no sentido de cuidar, orientar, assistir e apoiar seus colaboradores, a ETM voltou-se para a saúde e segurança emocional.

Com inspiração na Indústria 4.0, a empresa desenvolveu o projeto SMS 4.0.

No SMS 4.0, por meio de procedimentos de segurança e recursos digitais, os colaboradores são estimulados a ter mais autonomia e responsabilidade pelas suas ações, tornando-se protagonistas dos resultados. A interdependência é estimulada com o objetivo de promover autoconfiança, de modo que as decisões tomadas individualmente gerem benefícios comuns. Cria-se um ciclo virtuoso, agregando felicidade e bem-estar ao ambiente de trabalho. 

O objetivo do SMS 4.0 é diminuir a exposição a riscos, tendo o apelo emocional como fator de estímulo. Nesse sentido, os esforços de conscientização e treinamento da empresa passaram a ter esse viés. Como método de sensibilização, foram criadas diversas ações. As famílias foram convidadas a participar. Promoveu-se uma competição saudável entre times de trabalho, além de treinamentos específicos, DDS e eventos especiais. 

Como ferramenta de acompanhamento das iniciativas desenvolvidas, a empresa fez uso de um sistema próprio, o SETMO. As auditorias comportamentais serviram para monitorar de forma permanente o comportamento seguro dos colaboradores. Campanhas de incentivo foram criadas para manter o engajamento. Todas as pequenas conquistas eram comemoradas e compartilhadas com a empresa, ampliando o sentimento de pertencimento. 

Cartazes eram semanalmente distribuídos pelos murais nas obras e nos demais canais de comunicação da empresa (e-mail/ WhatsApp). OS Diálogos Diários de Segurança (DDS) ganharam roda de conversa sobre situações fora do ambiente de trabalho. Os reforços positivos foram determinantes para a motivação, com premiação das equipes de melhor performance. O maior desafio parecia ser a manutenção do engajamento. No entanto, a integração e a cooperação entre os times tomaram conta do clima organizacional, devolvendo o desafio para a gestão da empresa, de ampliar as iniciativas. “Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativa.” – O Pequeno Príncipe.

Nesse sentido, o conceito de SMS 4.0 rompeu as fronteiras das obras. As ações da empresa ganharam visibilidade no LinkedIn. Os colaboradores foram convidados a falar de suas experiências em campo e na vida em encontros mensais com toda a empresa, chamados de MOMENTO IPC – INTEGRAR PARA CONSTRUIR.

Como resultado concreto, podemos dizer que em 313.190 horas de exposição ao longo de 2021, tivemos zero acidentes. E como resultado intangível e de valor incalculável temos a felicidade dos nossos colaboradores e de suas famílias ao recebe-los de volta em casa todos os dias, saudáveis e motivados para seguir em frente. Dessa forma, honra-se o propósito da ETM de fazer o hoje bem feito. Como sempre menciona o seu fundador, Mauricio Graeff, 75 anos: “a jornada tem de ser divertida”.